Skip directly to content

Lei regulamenta medidas de proteção aos entregadores de aplicativo e consumidores

10/09/2020 - 12:15

Acaba de ser protocolado na Câmara Municipal, um projeto de lei, que quer dar mais humanização aos entregadores que trabalham para os aplicativos de delivery, dando mais condições de trabalho aos motociclistas e ciclistas que estão fazendo este tipo de serviço.

O projeto visa que os aplicativos olhem com mais atenção aos que realmente estão na linha de frente no setor alimentício, que por ser um setor de primeira necessidade, em nenhum momento parou, muito pelo contrário, teve um grande aumento, tendo em vista que muitas pessoas estão saindo bem menos de suas casas. Os aplicativos, visando uma comodidade para o usuário, além de restaurantes, agora têm cadastrados os grandes hipermercados, possibilitando que até suas compras você possa fazer sem sair de sua casa. O entregador está na linha de frente e exposto a todo tido de contaminação, não só do COVID mas também de outras doenças infectocontagiosas e acidentes de trânsito que podem acontecer e fazer com que este trabalhador, que muitas vezes depende apenas disso, pare de trabalhar e fique sem o sustento de sua família.

O moto-entregador Joci Dias da Silva, de 45 anos, vê essa lei com bons olhos e acredita que isso possa ser um ganho dentro da categoria. “Quanto mais segurança é melhor para a gente que está sempre na rua”.
Junior Longo acredita que dessa maneira, vai dar mais dignidade para os entregadores: “valorizar a categoria, dar mais dignidade e humanizar um trabalhador que está se colocando em risco o tempo todo para a comodidade de quem está em casa”, diz parlamentar.